Não ao riscado!

janeiro 16, 2008

exclamacao

Depois de responder ao tópico “Não, beta não, por favor!” no fórum do site Meio Bit, falei sobre a responsabilidade que o google se omite de adiquirir ao lançar produtos cuja fase beta nunca acaba.

Depois andei pensando sobre o assunto das responsabilidades, e ví que estou entrando numa fase de reconhecimento das minhas. Nada mais de Evzen Fetisov daqui para a frente. Agora é Victor Franco. Até criei um outro e-mail, com meu nome de verdade, sem o ‘cc’ no Franco. Mudei meu blog também para um com o meu nome, ao invés do nick Evzen.

Além desse reconhecimento do vínculo da pessoa real com a virtual, também resolvi que não usaria mais o riscado riscado, ou tachado, nos meus posts. Acredito que tudo que se escreva ou fale tem seu peso e aquele que usou a palavra tem que dela ser pai. Assim, se quiser chamar alguém de burro, escreverei burro, ao invés de burro mal informado, por exemplo. E também saberei defender a opinião que manifestei, seja ela com quem for.

Acredito que isso é muito importante, para uma maior transparência nas relações interpessoais, caso contrário, o riscado seria para os meus post’s o mesmo que o nome beta é para o Google, apenas uma fuga da responsabilidade.

victor_b

Anúncios

Olá Mundo!

janeiro 11, 2008

Agora criei um blog mais pessoal, intimista. Este, ao contrário do http://evzen.vox.com que tem um perfil de jornalismo sarcástico e livre de responsabilidades editoriais, virá a ser o espaço onde serão exprimidas as opiniões mais pessoais. Aquelas do bate-papo.

Começo o blog com um post sobre a cidade onde nasci e cresci, e onde vivo até hoje. Esta cidade da terra vermelha, do lindo pôr do sol, das largas avendias, e dos seu peculiares problemas. Posto sobre essa cidade que possui uma vida além da praça dos três poderes e da esplanada dos ministérios. A cidade que a globo não noticia, pois só noticia a bolha do poder. Sim, essa cidade tem vida aos fins de semana! Sim, essa cidade tem um rico patrimônio cultural, apesar de ser tão nova. Sim, as pessoas gostam de morar em Brasília e suas cidades satélite e têm orgulho de morar nessa cidade.

E para aqueles que assistem todos os dias na tv: tiros e balas perdidas no Rio de Janeiro no Jornal das 8 e cidade maravilhosa com sua burguesia alegre e sorridente na novela das 9; por que não conhecer outros lugares no centro-oeste, com sua rica cultura? Ou sobre o nordeste, com sua história centenária? Ou o norte com seu regionalismo exacerbado? Ou o Sul com sua orgulhosa cultura?

O Brasil é um país incrível, e não é aceitável que se venda uma imagem de que seu único lugar pensante seja o Rio. Chega desse monopólio! Não tenho nada contra a cidade, mas sim contra o modo como a vendem.

assinatura digital