Pequeno guia de Malwares

computer-virus

Hoje venho fazer uma pequena lista de ameaças que rondam os computadores, seguidas de uma breve descrição. Sempre é bom conhecer o inimigo para se proteger e para atacá-lo.

  • Vírus

Como o próprio nome sugere, o vírus é um código ou um trecho de código que depende de um programa hospedeiro para agir. Algumas formas de ter o computador infectado por vírus incluem abrir e-mails de remetentes desconhecidos e fazer download de seus anexos, inserir algum tipo de mídia de armazenamento e executar um arquivo contaminado. Há uma estimativa que existam mais de 150.000 vírus de computador diferentes espalhados pela internet.

Para a proteção contra os vírus, é aconselhável a utilização de um aplicativo anti-vírus, manter o sistema operacional, o anti-vírus e os demais programas sempre atualizados. Isso pode evitar que o vírus explore vulnerabilidades que já foram corrigidas. Além disso, deve-se sempre tomar cuidado com os e-mails que se abre e também com os links que se clica, principalmente os de redes sociais.

  • Worms

Os worms, ao contrário dos vírus, não necessitam de um programa que o hospede. Basta que haja uma vulnerabilidade no computador para que ele se instale e começe a se duplicar. Esse processo indefinido pode gerar um grande consumo de espaço de armazenamento. Além disso, os worms podem se auto-enviar para outros computadores, o que pode gerar uma queda significativa na velocidade e disponibilidade das redes, o que pode gerar vários prejuízos.

Para proteger o computador, valem as mesmas regras dos vírus: um programa anti-vírus, cautela com os e-mails  e também um sistema sempre atualizado. Aplica-se também a utilização de um firewall, para evitar que o computador infectado passe a infectar outros na mesma rede.

  • Trojan

Também conhecidos como trojan horses ou cavalos-de-Tróia, eles não necessitam de programa hospedeiro, não fazem auto-cópias, não se enviam pela rede. Geralmente são um arquivo único que precisa ser executado no computador para infectá-lo. Um trojan abre brechas no computador para que se instalem outros programas maliciosos, que podem causar seríssimos danos.

Vale ressaltar as mesmas formas de prevenção anteriores, com ênfase nos anexos dos e-mails.

  • Spywares

São uma forma bastante nociva de malware. Sua missão é monitorar o comportamento do usuário na internet, e algumas de suas funcionalidades incluem:

  • monitoramento de URLs acessadas enquanto o usuário navega na Internet;
  • alteração da página inicial apresentada no browser do usuário;
  • varredura dos arquivos armazenados no disco rígido do computador;
  • monitoramento e captura de informações inseridas em outros programas, como IRC ou processadores de texto;
  • instalação de outros programas spyware;
  • monitoramento de teclas digitadas pelo usuário ou regiões da tela próximas ao clique do mouse;
  • captura de senhas bancárias e números de cartões de crédito;
  • captura de outras senhas usadas em sites de comércio eletrônico.

Para a proteção contra spyware, deve-se tomar os mesmos cuidados já descritos. Também é recomendada a utilização de um software específico de anti-spyware, caso seu sistema ou anti-vírus não conte com essa proteção.

  • Adwares

São programas maliciosos desenvolvidos para apresentar propagandas (muitas vezes indesejáveis) em navegadores web e outros programas. Às vezes, os adwares passam despercebidos, como os que são mostrados pelo Windows Live Messenger, e não tem por função causar danos ao computador, nem geram infecção.

  • Keyloggers

Os keyloggers são programas maliciosos que tem por função capturar tudo o que é teclado no computador do usuário e assim obter, principalmente informações bancárias. Com a utilização de teclados virtuais pelos bancos, onde o cliente deve clicar nos caracteres da senha, foram desenvidos os screenloggers, para capturar a região da tela onde o mouse foi clicado.

Os keyloggers geralmente vêm embutidos em spywares e trojans e sua prevenção é feita de acordo com aquela indicada para estes malwares e vírus.

Estes foram alguns dos malwares que rondam os computadores, principalmente os conectados à Internet. O sub-mundo do crime digital movimenta milhões de dólares todos os anos, além de causar também prejuízos enormes quando pragas invadem e exploram computadores de grandes empresas. Muitas vezes a culpa da invasão é do próprio usuário, que instala programas pirateados, sem saber que alí pode estar escondido um malware; quando clica em links de sites suspeitos, quando abre os anexos de e-mails de remetentes desconhecidos, ou que não sabe a procedência; quando simplesmente ignora as mensagens do sistema oprecional, como o UAC (User Account Control) do Windows Vista, quando mantém o sistema e o anti-vírus desatualizados, entre outras ações.

Vale lembrar que grande parte da prevenção começa com o usuário.

Fonte das definições: http://cartilha.cert.br/malware/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: